Como é o Cão

Signo Cão

Madonna é Cão.

Seja um animal de estimação, que vive nas fazendas, presta socorro àqueles que correm perigo nas montanhas ou um cão de guarda, há muito tempo ele é considerado o melhor amigo do homem. Muitas de suas nobres características podem ser encontradas nas pessoas nascidas sob esse signo.
O Cão é governado pela lealdade e ansiedade. É responsável e defende bravamente aquilo que considera certo. É confiável, leal e honrado e nunca promete mais do que pode cumprir. Detesta subterfúgios, qualquer tipo de ostentação, hipocrisia ou falsidade.

Também sabe julgar bem o caráter das pessoas. Dedica grande parte de seu tempo a fazer amizades e é muito admirado por sua sinceridade, boa índole e integridade. Ele inspira confiança. Tem uma natureza dedicada e altruísta e freqüentemente apóia causas humanitárias. Também é muito honesto e opõe-se a toda injustiça e má ação. Muitos Cães têm defendido causas em que acreditam.
O Cão tem a mente ativa e alerta e sua dedicação e lealdade são muito apreciadas por seus patrões. Contudo, para realizar bem o seu trabalho, ele precisa se sentir inspirado e motivado e achar que o que está fazendo é em benefício de outras pessoas. Caso contrário, pode apenas deixar-se levar e desperdiçar seus muitos talentos. Idealmente, ele se dá bem em empregos em que pode servir e ajudar outras pessoas. Pode ser bem-sucedido como médico, advogado, professor, servindo à Igreja, na política e no serviço social. O Cão pode não ser tão ambicioso como alguns outros signos do zodíaco, mas muito freqüentemente tem cargos de chefia simplesmente porque conquistou a confiança de outras pessoas. De todos os signos chineses, o Cão é um dos mais altruístas — seu objetivo é servir e agradar.

Com esse modo de ser discreto, compreensivo e esforçado, o Cão é invariavelmente popular e estimado. Escolhe cuidadosamente seus amigos e raramente deixa alguém conhecer os seus segredos antes de ter conquistado a sua total confiança e o seu respeito. O Cão não é dado a romances rápidos ou relacionamentos de curta duração, mas gosta que as suas amizades se desenvolvam aos poucos. De igual modo, muitos Cães têm namoros longos antes de decidirem se casar. Infelizmente, apesar de suas muitas e ótimas qualidades, os assuntos do coração nem sempre são fáceis para ele. O Cão costuma ser sensível e muito consciente dos sentimentos das outras pessoas. Se o objeto de seu amor lhe der qualquer sinal de diminuição de afeto ou motivo para sentir ciúmes, ele tenderá a tornar-se ansioso e isso poderá destruir muitos relacionamentos.

Também não é muito fácil conviver com o Cão. Ele pode ser uma pessoa ansiosa, excessivamente preocupada, cínica e pessimista, e também falar sem rodeios e ser teimoso, mas em compensação é muito leal e amará, apoiará, honrará e protegera seu parceiro. Ele tenta manter uma vida familiar segura e estável — dá muita importância à sua casa e a decora com bom gosto. Também tem uma tendência à nostalgia e a pensar nos bons velhos tempos. Em sua casa costuma ter muitas lembranças de seu passado, assim como alguns móveis herdados de família e antigüidades.
O Cão é um bom pai e cumpre os seus deveres para com os seus filhos. Dedica-lhes muito tempo e atenção embora, em vista de sua natureza ansiosa, possa tender a preocupar-se demais com eles, principalmente no que diz respeito a seu progresso e comportamento.

O Cão tem uma natureza bastante social e gosta da companhia de outras pessoas. Contudo, prefere pequenas reuniões sociais a grandes festas ou cerimônias. Detesta afetação e opta pela oportunidade de conversar com outras pessoas em vez de ouvir mexericos ou misturar-se com um monte de estranhos. Em festividades maiores facilmente se torna introvertido e mal-humorado, mas quando está na companhia de pessoas que gosta realmente, procura agradar. Pode ser um orador espirituoso e um ótimo contador de anedotas, assim como um ouvinte atento e interessado.
O Cão tem uma natureza prática e gosta de fazer coisas com as suas próprias mãos em sua casa e em seu jardim.
Também planeja cuidadosamente as suas atividades — não se adapta bem a mudanças. Não é materialista e embora possa gostar de gastar dinheiro quando o tem — os Cães podem ser esbanjadores — não se preocupa com a procura da riqueza.

O Cão tem boas qualidades e durante toda a sua vida conquista a admiração das pessoas. Quem o conhece aprecia sua honestidade, confiabilidade, dedicação e natureza altruísta. É bondoso e bem-intencionado. Entretanto, sua principal fraqueza é a sua tendência a preocupar-se. Algumas vezes essas preocupações são infundadas. Se o Cão confiasse mais nas pessoas ou fosse mais otimista, acharia a sua vida muito mais fácil.
Essa tendência a preocupar-se pode afetar o Cão durante toda a sua vida e levá-lo a períodos de insegurança. Na infância, ele tenta agradar a seus pais e professores. É afetuoso, dedicado, alegre e bem comportado. Contudo, no período de sua formação, precisa de muito amor, apoio e incentivo — se isso não lhe for dado, sua confiança e sua auto-estima podem ser bastante diminuídas.

Sua juventude pode ser uma época de desafios. Ao mesmo tempo em que ele impressionará outras pessoas com o seu modo de ser zeloso e responsável, os assuntos do coração podem não ser sempre fáceis. Embora ele tenha uma natureza romântica e apaixonada e deseje ter um relacionamento seguro, íntimo e apaixonado, tem muita consciência dos sentimentos das outras pessoas e isso pode causar-lhe muita angústia.

À medida que vai amadurecendo, o Cão pode tornar-se mais sério, e estiver inspirado em seu trabalho, terá muito sucesso. Mas apesar disso ainda pode ser propenso a ter crises de insegurança e pessimismo. Seria bom para ele se confiasse mais nas pessoas em vez de guardar suas preocupações para si mesmo. Com a aproximação da velhice, às vezes o Cão lamenta as oportunidades perdidas ou as coisas que não fez, mas pode recuperar o ânimo. Embora possam ter existido períodos de dificuldade e desapontamento, também terão havido períodos de muitas conquistas e realizações. O Cão deveria pensar em todas as coisas boas que tem, nos amigos e nas causas que apoiou e nas muitas pessoas que o têm em alta conta.
O escritor francês Voltaire era do signo de Cão e certa vez escreveu: Seja o que for que você faça, não admita abusos e ame aqueles que o amam. Durante toda a sua vida rica e satisfatória, o Cão defenderá aquilo em que acredita, assim como amará muito sua família e seus amigos.

Cão